TOXINA BOTULÍNICA FUNCIONA COMO TRATAMENTO PARA O SUOR EXCESSIVO DAS AXILAS?

EXCESSO DE SUOR, A HIPERIDROSE MITOS E VERDADES SOBRE ESSA DOENÇA

Dr.Arthur Basile, dermatologista da unimed ribeirão preto, professor de dermatologia na faculdade Barão de Mauá, 

fala sobre as opções terapêuticas para A HIPERIDROSE.

É uma condição na qual a pessoa apresenta suores em grande quantidade e de forma imprevisível. Pessoas com hiperidrose podem suar mesmo quando a temperatura é amena ou ainda quando estão em repouso.:  

CAUSAS:

Suar ajuda o corpo a fazer um controle da temperatura interna. Na maioria dos casos, é perfeitamente natural. Pessoas suam mais em altas temperaturas, exercícios físicos, ou em resposta a situações que os fazem se sentir nervoso, irritado, envergonhado, ou com medo. A transpiração excessiva ocorre sem esses gatilhos. Pessoas com hiperidrose parecem ter glândulas sudoríparas hiperativas. A sudorese incontrolável pode levar a  um desconforto significativo, tanto física como emocional. Quando a transpiração excessiva afeta as mãos, pés e axilas são chamados de hiperidrose primária ou focal. Na maioria dos casos, você não consegue encontrar a causa. Parece ser herdada geneticamente. Se a transpiração ocorre como um resultado de outra condição médica , é chamado de hiperidrose  secundária . Sudorese pode ocorrer em todo o corpo ou apenas em uma área. Nesse post Dr.Arthur Basile fala mais sobre a hiperidrose primaria, a mais comum. O principal sintoma da hiperidrose é umidade no local afetado. É normal suar nas axilas, porem muitas vezes o volume do suor é tão grande que fica uma situação constrangedora, manchando camisas. Quando o suor é nas mãos, a situação ainda piora, pois não é comum suar nesse local, além disso nos cumprimentamos com as mãos e ao fazer isso a todo momento com as mãos úmidas de suor causa um constrangimento para a paciente com hiperidrose. 

Exames e testes:

Sinais visíveis de transpiração podem ser observados durante a consulta com o dermatologista. Não existe um exame de sangue que confirme a doença, e sim os sinais e sintomas clínicos são suficiente para fechar o diagnóstico. 

Teste de amido e iodo: Ao ser aplicado na área com a transpiração, após secagem aplica-se o amido sobre essa área. A combinação de iodo e amido torna qualquer excesso de suor azul escuro.

Teste de papel: um papel especial na área afetada para absorver o suor é colocado, e depois pesados. Quanto mais peso você tem, mais suor vai ser absorvido. 

TRATAMENTOS:

1-Antitranspirantes: transpiração excessiva pode ser controlada com fortes anti-transpirantes, que conectam os dutos de suor. Os produtos que contêm 10 a 20% de hexahidrato de cloreto de alumínio são o primeiro tratamento para a transpiração nas axilas. Para algumas pessoas podem ser prescrito um produto contendo doses mais elevadas de cloreto de alumínio, o qual é aplicado todas as noites sobre a área afetada. Estes produtos podem causar irritação na pele, e grandes doses pode danificar a roupa. Nota: Desodorantes não impedem a transpiração, mas ajudar a reduzir o odor corporal. 

2-Medicamentos: Alguns medicamentos podem prevenir a estimulação das glândulas sudoríparas. Estes são prescritos para determinados tipos de hiperidrose e sudorese excessiva na face. As drogas têm efeitos colaterais e não são adequados para todos. 

3-Iontoforese: Este procedimento usa eletricidade para desativar temporariamente as glândulas sudoríparas. É mais eficaz para a transpiração das mãos e dos pés. Mãos ou pés são colocados em água e, em seguida, uma ligeira corrente elétrica é passada através dele. A eletricidade é aumentada gradualmente até que o paciente sente uma leve sensação de formigamento. A terapia dura cerca de 10 a 20 minutos são necessárias várias sessões. Embora os efeitos colaterais sejam raros, eles incluem rachaduras da pele e bolhas. 

4-Toxina botulínica : É utilizada para o tratamento da transpiração nas axilas grave. Esta condição é chamada de hiperidrose axilar primária. A toxina botulínica é injetada na axila bloquear temporariamente os nervos para estimular a que a transpiração. Os efeitos secundários incluem dor no local da injeção. Toxina botulínica pode ser utilizada para a região palmar e plantar melhorando completamente o o excesso de suor. A duração do tratamento é de 8-10 meses, podendo reaplicar 1x/ano. Os resultados são incríveis após a aplicação da Toxina botulínica que já aparecem na primeira semana após a aplicação. 

5-Simpatectomia (cirurgia): Em alguns casos graves, a cirurgia minimamente invasiva procedimento chamado simpatectomia pode ser recomendada se outros tratamentos não funcionaram. Durante o procedimento, um nervo é cortado, que desliga o sinal que diz ao corpo a suar excessivamente. Normalmente, este procedimento é realizado em doentes cujo suor é excessivo. Ele também pode ser usado para tratar a transpiração extrema da face. A simpatectomia não funcionam igualmente bem para aqueles com transpiração excessiva nas axilas. 

6-Cirurgia axila: Esta é a cirurgia para remover as glândulas sudoríparas nas axilas. Os métodos utilizados incluem laser, curetagem (raspagem), a excisão (corte) ou lipoaspiração. Estes procedimentos são realizados com anestesia local. 

Agende sua consulta