Sim, é possível se livrar das olheiras!

Sim, é possível se livrar das olheiras!

Receitas caseiras e cremes para a região dos olhos não resolvem mais? O preenchimento

com ácido hialurônico pode ser a solução para o problema!

Dr.Arthur Basile, dermatologista da unimed ribeirão preto, professor de dermatologia na faculdade Barão de Mauá, responde algumas duvidas tratamento de olheiras durante uma entrevista publicada na revista zumm a qual foi publicada em

O primeiro passo é descobrir o motivo do problema. As olheiras acastanhadas, por exemplo,

são causadas pelo excesso de melanina. Já as arroxeadas ficam evidentes por causa dos

vasinhos. Além disso é preciso avaliar ainda se o problema é a pigmentação, profundidade,

flacidez, bolsa de gordura ou todos juntos! Atualmente, um dos tratamentos mais eficazes é o

preenchimento com ácido hialurônico. Como funciona? Segundo o dermatologista Arthur

Basile o ácido hialurônico é muito utilizado contra as rugas, mas também é eficaz no combate

das olheiras. A aplicação da substância é indicada para diminuir a profundidade - “aquele

degrau” embaixo dos olhos - causada pela falta de gordura na região. Ele não age na

pigmentação, mas melhora a cor da olheira porque cria um volume entre a pele e os vasinhos.

Por causa das diversas publicações negativas em relação aos preenchedores divulgados na

mídia, a dúvida sobre a segurança do produto é inevitável. Neste quesito, o especialista foi

claro afirmando que o ácido hialuronico é um biopolímero natural que se encontra no tecido

conjuntivo. Na dermatologia moderna ele é sintetizado por laboratórios e envazado em

seringas ou mesmo utilizado em cremes e cosméticos no geral. “Como esse produto é

encontrado naturalmente na pele, existe pouco risco de rejeição, a não ser uma rara

alergia. Além disso, ele é degradado e absorvido por completo pela pele após 1 ano da

aplicação. Isso garante que a substância não será acumulada no corpo e que nem

acontecerão deformidades pelo seu uso prolongado, ao contrário do hidrogel ou do

PMMA”, explica Basile. Realizado no consultório do médico, o procedimento é feito em

poucos minutos e é praticamente indolor. A técnica é minimamente invasiva, por isso não

são necessários os cuidados especiais como repouso ou não se expor ao sol. Ao sair da

sala do consultório o paciente pode manter as atividades normais, inclusive as

profissionais. Após alguns dias, o leve inchaço na região desaparece. Em casos

necessários ainda é possível aliar o laser ou peelings que agem de forma clareadora, o que

vai permitir a melhora da mancha na pele após o preenchimento. Vale lembrar que seja

qual for o problema é importante procurar um dermatologista credenciado pela Sociedade

Brasileira de Dermatologia, assim ele irá determinar o melhor tratamento para cada caso. 

Agende sua consulta